Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Blog Verde

O Blog Verde

Contactar o Verde

Se tiver algo a dizer sobre o Verde, não hesite em contactar-lo. A sua opinião será sempre útil e bem vinda. Os contactos são: daniela_urbano1@hotmail.com andre.f.veiga@gmail.com


Nome comum: Abetarda comum
Nome científico: Otis tarda
Nome em inglês: Great Bustard
Pertencente à família Otididae, a abetarda-comum (Otis tarda) é uma ave estepária da ordem gruiformes. É a mais pesada das aves europeias, sendo dificilmente observável quer pela sua timidez quer pelo decréscimo acelerado da sua população. Na Europa a sua presença encontra-se limitada à Rússia e à Península Ibérica, em habitats relacionados com a prática de agricultura cerealífera extensiva. Em Portugal existirão algumas centenas, essencialmente no Alentejo.

É uma ave grande, chegando os machos a medir 90 centímetros de comprimento e a pesar 16Kg, mas com único meio de defesa: o vôo. Por causa disso, ela é extremamente esquiva e assustadiça. A menor mudança em seu ambiente familiar provoca sua suspeita, e até mesmo simples pedra revirada pode torná-la cautelosa. Nunca se arrisca. Prefere correr, levantar vôo e fugir. A sua plumagem é castanha com listas pretas no dorso possuindo o peito e a zona da cabeça branca. Passa o seu tempo escondida entre as plantações de cereais e nas estepes da Europa oriental, Norte da África e Espanha. No inverno é encontrada também na Austrália, na Índia, no sul e no centro da África. Mas esconder-se, no seu caso, não é fácil, pois é uma das maiores aves.

A abetarda vive em bandos de cerca de 20 indivíduos, alimentando-se plantas, sementes e insetos. Em Fevereiro, começa a estação de acasalamento e o comportamento dessa ave muda muito: os grupos desfazem-se e as aves andam sem rumo, até o início da época em que vão para o campo construir ninhos. As fêmeas costumam por 2 a 3 ovos de cada vez e o periodo de incubação leva aproximadamente 24 dias. Estranhamente, quando nascem os filhotes, essa ave cautelosa passa a atrair os intrusos. É o seu jeito de afastá-los do ninho e assim proteger os filhotes.

Semana no Verde


2ª feira - Fauna & Flora
ver
3ª - Locais Verdes
ver
4ª - Conselhos Verdes
ver
5ª feira - Imagem Verde da Semana
ver
6ª feira - Blog/Associação Verde da Semana
ver

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.