6.8.07

Criado pelo Decreto-Lei nº373/87, de 9 de Dezembro, posteriormente regulamentado pelo Decreto-Regulamentar nº2/91, de 24 de Janeiro, o Parque Natural da Ria Formosa estende-se ao longo de 60km da costa sotavento do Algarve (e não Allgarve!), entre o Ancão (concelho de Loulé) e a Manta Rota (concelho V. R.Sto Antonio), ocupando cerca de 18400 hectares, distribuidos pelos concelhos de Olhão, Loulé, Tavira, V. R. de Sto António e Faro. Anteriormente a Ria Formosa tinha estatuto de Reserva Natural, instituído em 1978.

A maior parte desta área corresponde ao sistema lagunar da Ria Formosa, um cordão de ilhas e peninsulas arenosas que se estende mais ou menos paralelamente à costa, protegendo uma laguna onde se desenvolve um labirinto de sapais, canais, zonas de vasa e ilhotes.

Estas caracteristicas naturais e a sua situação geográfica elegem-na como àrea de grande importância do ponto de vista da avifauna, sobretudo a aquática. Nesta qualidade, pela Convenção de Ramsar (tratado inter-governamental adoptado em 1971 na cidade iraniana de Ramsar) o parque foi classificado como Zona Húmida de Interesse Internacional.

O parque constitui uma zona de invernada de aves provenientes do Norte e Centro da Europa, com destaque para algumas espécies de anatideos, como a piadeira (Anas penelope), o pato-trombeiro (Anas clypeata), o marrequinho-comum (Anas crecca) e o zarro-comum (Aithya ferina), e os limícolas, como o pilrito-comum (Calidris alpina), o fuselo (Limosa laponica), o maçarico-real (Numenius arquata) e a tarambola cinzenta (Pluvialis squatarola). Constitui também uma zona de passagem para as migrações entre o Norte da Europa e a África.

O interesse do Parque não se esgota na avifauna. Constitui uma área de grande interesse botânico; funciona como "viveiro" de espécies marinhas, algumas delas de valor comercial e é uma área importante de reprodução de moluscos bivalves.

O símbolo do Parque é o caimão-comum, espécie rara que em Portugal existe e se reproduz exclusivamente nestes lagos algarvios.

(clica na imagem para ver um camão real)

O Parque Natural da Ria Formosa tem sede em Olhão (perto do Parque de Campismo de Olhão, em Marim) e oferece aos seus visitantes um percurso pedestre de 3 Km, no qual pode visitar:

  • Uma estação romana do séc. IV, com vestígios de antigos tanques de salga de peixe;
  • Um moinho de maré
  • Uma barca de atum que levava o pescado às fábricas de conserva da área
  • Um observatório de aves em liberdade
  • Um aquário anexo ao Centro de Educação Ambiental
  • Centro de Recuperação de Aves, onde se reabilitam aves feridas
  • Centro de Reprodução e Criação de Cães-de-Água do Algarve

Poder-se-á ainda visitar o Chalet do Poeta João Lúcio onde funciona actualmente uma Ecoteca. Este Chalet e a extraordinária Quinta da Regaleira (em Sintra) são os únicos exemplos da arquitectura simbolista em Portugal. O passeio pelo Parque tem em média a duração de uma hora e trinta minutos, mas se tiver a curiosidade suficiente para explorar todo este habitat natural, pode demorar o dobro do tempo, contribuido para tal umas simpáticas cabanas de madeira estratégicamente construidas para, em silêncio, conseguir observar toda a fauna caracteristica do Parque.

Aqui em baixo ficam algumas fotografias do parque. Cliquem nelas para aumentar.

     


A Ria tem também uma enorme importância económica devido à variedade de peixe, marisco e bivalves, sobretudo para Olhão, cidade também conhecida por ser a capital da Ria Formosa. Aqui se cultiva a ameijoa, saindo desta área cerca de 80% do total de exportação do país. A dourada, o robalo e o atum são peixes abundantes.

Mais informações acerca do parque aqui...

Como chegar lá? Clica aqui...

Contactos do Parque:

Sede
Centro de Educação Ambiental de Marim - Quelfes
8700 OLHÃO

Tel.: (351) 289700210
Fax: (351) 289700219

Link do postPor Ventura, às 15:17  Comentar

De Liliana a 7 de Agosto de 2007 às 11:02
http://www.petitiononline.com/alviela/petition.html

Agradeciamos que nos ajudassem a divulgar esta causa. Leiam e se quiserem ajudem. Obrigado.

De floripes a 17 de Outubro de 2008 às 18:06
gostava de saber a opinião do vosso blog sobre a morte de aves na ria formosa,pois em agosto ~morreram mais de 100 patos reais numa ETAR em olhão e até agora,só o blog olhão livre denuncia esta situação.nimguém sabe porque morreram as aves.
com apresentar uma queixa contra o responsavel pela ETAR?
gostava de saber a vossa posição sobre o assunto.
obrigado Floripes.

De Ventura a 20 de Outubro de 2008 às 00:40
Segundo o que pesquisei as aves morreram de uma doença chamada botulismo (http://pt.wikipedia.org/wiki/Botulismo), estando amostras dos patos a serem analisadas. Nós já tínhamos referido este caso no post http://o-blog-verde.blogs.sapo.pt/65818.html
Não consegui descobrir se sempre foi confirmada a doença ou outra causa.

De floripes a 20 de Outubro de 2008 às 12:13
ventura obrigado pelo seu esclarecimento. No entanto gostaria de saber em que organismo ,fez as análise e como se pode ter acesso a esse documento. o motivo do meu interesse é que essa ETAR continua a funcionar mal, deitando para a atmosfera cheiros de tal forma nauseabundos que a população há volta dessa ETAR por vezes até ficam com nauseas.para não falar da qualidade da água das lagoas que despejam para a ria formosa, a menos de 50 metros de viveiros de amêijoas que vão servir para consumo humano. Não hverá perigo para a saúde publica? além disso as aves continuam a pousar nessas lagoas havendo o perigo de mais mortes. neste momento há vários blogs que estão prontos a denunciar esse problema ainda recentemente o blog Olhão a> livre publicou um post sobre o assunto onde pelas fotos se pode ver a podridão das lamas há volta dessa ETAR de poente de Olhão. obrigado pela a atenção cumprimentos.
Floripes.

De Ventura a 22 de Outubro de 2008 às 14:16
Não sei aonde podes te informar acerca disso. Mas se for comprovado que existe mal-funcionamento da ETAR é claro que O Blog Verde apoiará qualquer acção para evitar que isso volte a acontecer!
Obrigado pelo interesse demonstrado e pela informação!

Ventura

De juliana martins a 11 de Julho de 2011 às 23:47

A Ria Formosa dever ser protegida e limpa, cabe a todos nós manter este parque em condições para evitar que mais espécies entrem em extinção, devemos valorizar e proteger o nosso património natural, tal como valorizamos e protegemos a nossa vida e a da nossa família, todos os Verões eu vou apanhar lixo da ria, e tu, o que fazes pelo meio ambiente? Vamos, mãos á obra pensem ecologicamente, pensem verde.


 


De Marisol Vera a 12 de Julho de 2011 às 12:23
Bom dia a todos gostei muito do que li e a informação que passaram cada vez mais temos que alertar e sensibilizar a todos para proteger e cuidarmos o que é nosso a Ria Formosa merece contem comigo.

De marioferradeira a 23 de Janeiro de 2012 às 17:02
    Vivo perto da Ria Formosa e desde sempre que tem feito parte da minha vida. Preocupa-me  que os nossos governantes, não tenham tomado medidas que ajudem a diminuir a poluição na Ria. Como por exemplo, porque não está construída uma ciclovia até à praia de Faro? Muitas pessoas iriam dar um passeio de bicicleta e não levariam o carro para a ilha. Para quando a diminuição de barcos na ria de modo a salvaguardar as espécies que nela crescem e tendem a desaparecer, como por exemplo os cavalos marinhos?

De Margarida Cabanita a 13 de Março de 2012 às 13:57
O Parque Natural da Ria Formosa,é de todos nós,é uma mais valia para ajudar a desenvolver o turismo natural, e económico.Pois da Ria várias famílias retiram o seu susustento. Não concordo com o que comenta sobre a retirada dos barcos da Ria,este meio de transporte é maravilhoso para dar a conhecer aos visitantes a riqueza da natureza ,que nós temos a felicidade de conviver. Não concorda?

Olá a todos! Aqui está um novo blog "verde" por sinal, aqui ficarão registados pequenos apontamentos acerca do nosso mundo natural, ecologia, ambiente, entre outros... O objectivo? Aprendermos todos um pouco mais. Esperemos que gostem!
Pesquisar no Verde
 
Agosto 2007
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
13
16
17

19
21
22
23
24
25

26
28
29
30
31


Semana no Verde

2ª feira - Fauna & Flora
ver
3ª - Locais Verdes
ver
4ª - Conselhos Verdes
ver
5ª feira - Imagem Verde da Semana
ver
6ª feira - Blog/Associação Verde da Semana
ver
Contactar o Verde
Se tiver algo a dizer sobre o Verde, não hesite em contactar-lo. A sua opinião será sempre útil e bem vinda. Os contactos são: daniela_urbano1@hotmail.com andre.f.veiga@gmail.com
Comentários Recentes
para tu informação eu acho que tu não sabes muito ...
Olá!! Eu tenho o meu porquinho faz já algum tempo,...
Obliglado devem ser estabelecidas regras têm siste...
Posts mais Comentados
51 Comentários
28 Comentários
blogs SAPO