Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Blog Verde

O Blog Verde

Contactar o Verde

Se tiver algo a dizer sobre o Verde, não hesite em contactar-lo. A sua opinião será sempre útil e bem vinda. Os contactos são: daniela_urbano1@hotmail.com andre.f.veiga@gmail.com

Parque Natural do Alvão

 

O presidente do Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade (ICNB), Tito Rosa, defendeu hoje no Algarve que o ecoturismo é “fundamental” para a sustentabilidade económica das áreas protegidas, envolvendo as comunidades locais e promotores.

 

“A vida e a economia” das áreas protegidas deve ser desenvolvida “não pelo Instituto, mas pelas pessoas que lá vivem e pelas empresas que ali podem actuar”, comentou Tito Rosa, no Seminário Internacional "O Ecoturismo na Conservação da Natureza", no âmbito da 3ª Feira Nacional de Parques Naturais e Ambiente, que decorre em Olhão até domingo.

O ICNB quer estabelecer parcerias com entidades que "promovam o investimento e a conservação das áreas protegidas, porque o investimento público não pode fazer tudo".

Para Tito Rosa, não é necessário um "grande investimento", do tipo "resort turístico", sublinhando que "o grande investimento é o somatório dos pequenos investimentos que se coadunam com estas áreas".

O Governo está a trabalhar "em força" na criação, ainda este ano, de "instrumentos legislativos" sobre turismo da Natureza que, explicou, irão permitir "estabilizar os conceitos" e definir "requisitos mínimos para que determinados investimentos ou empresas possam reivindicar que são ecoturismo".
 

Fonte: Ecosfera - Público

 

Sabia que...

 

Agora quando visitar uma área protegida vai paigar uma taxa para ajudar a manter a biodiversidade. Veja mais aqui

 

Pode saber mais sobre as áreas protegidas de Portugal aqui.  

 

O que é a lista vermelha de peixes?

A lista de peixes da Greenpeace para Portugal é uma lista de espécies que são vendidas nos supermercados portugueses e que correm sérios riscos de serem provenientes de pescas ou viveiros insustentáveis.

 

 

 

 

A Greenpeace lançou a lista vermelha dos peixes ameaçados que estão a ser comercializados em Portugal. Entre os peixes da lista está o bacalhau do Atlântico, o atum e o camarão tropical, para citar apenas alguns, e a Greenpeace saiu à rua para informar a população portuguesa sobre os riscos do consumo insustentável desses peixes, alertando para o fato de que, para continuarmos a poder comer peixe no futuro, é preciso agir hoje!

A Greenpeace, juntamente com alguns cientistas, desenvolveu uma metodologia para avaliar o estado da exploração da maioria dos viveiros, além dos métodos empregados na pesca ou na produção de peixes, considerando também os métodos destrutivos de pesca.

 

 

Fonte: Greenpeace Portugal

 

 

Para mais informações, consultem o site da greenpeace ou sigam os links do post!

E não se esqueçam, divulguem e colaborem.

 

 

 


 

Não sei se repararam, mas há imenso tempo que não posto por estes lados.

Fi-lo hoje e espero continuar a faze-lo como fazia!

__A verde tempestadE__

Fotografia de bruno silva

 

 Existem maravilhas feitas pelo Homem construídas sobre maravilhas da Natureza. Falo claro das pontes, barragens, turbinas eólicas, ... mas também das cidades.

 Por isso é necessário estudar sempre o impacto que a construção terá na biodiversidade existente naquele lugar e nas proximidades.

 Erramos no passado quando construíamos onde nos dava mais jeito, mas neste momento temos a obrigação de mudar isso já que aprendemos os resultados dessa ignorância.

 Amiguinhos #7

 Fotografia de Joãocarlo

 

Com o sol que tem estado, muitas pessoas aproveitam agora para irem para a praia e passear noutros locais agradáveis. No entanto muitas vezes não pensam no que fazer com os animais de estimação.

 Se vão a praia levam o cão ou deixam-no em casa? Levar o cão a praia causa alguns problemas, pois há pessoas que tem medo e ele tem de fazer as suas necessidades. Se o deixam que casa e se estiverem muito tempo fora o cão pode se sentir sozinho e incomodar os vizinhos.

 Acho que algumas pessoas deviam pensar antes de decidirem ter um animal de estimação, já que este requer alguns cuidados e responsabilidade. Não é ter um cão durante seis meses e depois quando chega as férias abandona-lo ou deixa-lo sozinho em casa ou na rua.

 Existem algumas soluções para estas situações e devemos escolher a que melhor se enquadra sem prejudicar o animal.

O Ecoturismo, um fenómeno em crescimento. Como investir nesta alternativa ao sol e praia é o que vai ser discutido em colóquios, debates e bolsas de contactos na 3ª edição da Feira Nacional de Parques Naturais e Ambiente, de 24 a 27 de Julho, em Olhão.
O Jardim Pescador Olhanense vai ser palco de uma mostra de aproximadamente 40 áreas protegidas de Portugal e Espanha, representadas pelo Instituto de Conservação da Natureza e Biodiversidade (ICNB) e pela A Marca, Parques Naturais da Andaluzia.
Este ano, em foco vai estar o Ecoturismo. Vão marcar também presença cerca de 40 empresas dos dois países ligadas à área do turismo de natureza
Não podemos esgotar o sol e praia. É preciso alternativas como o Ecoturismo”, referiu esta quinta-feira o presidente da autarquia de Olhão, Francisco Leal, na conferência de imprensa de apresentação do evento, considerado "o maior do género na Península Ibérica".
Por seu turno o director do Parque Natural da Ria Formosa, João Alves, presente na ocasião, disse ser “necessário chamar as pessoas às áreas protegidas, porque as áreas protegidas não são espaços fechados”. “As actividades económicas possíveis serão bem vindas”, salientou.
Um dos programadores do evento, Marcos Bartilotti, referiu que o Ecoturismo “está em crescendo um pouco por todo o mundo” mas que “é um potencial subaproveitado em Portugal”, realçando ser uma área que “não sofre do problema da sazonalidade”.
Com a sede do Parque Natural da Ria Formosa – a Quinta de Marim - inserida no concelho, o edil olhanense defendeu que “o parque natural tem sido e vai ser cada vez mais um factor de valorização de Olhão e da região”.
Do vasto conjunto de iniciativas programadas, destaque para o seminário internacional sobre Ecoturismo que acontece dia 25 a partir das 9:00 horas e vai contar com a participação de especialistas portugueses e estrangeiros.
O ministro do Ambiente, Nunes Correia, bem como o presidente do Turismo de Portugal, Luís Patrão, e o presidente do ICNB, Tito Rosa, são outras individualidades presentes neste seminário, cujo o debate será moderado por Gonçalo Pereira Rosa, da National Geographic Portugal.
A feira terá lugar no Jardim Pescador Olhanense, mas inúmeras actividades acontecem na Quinta de Marim, e no espaço marítimo que medeia entre um e o outro lugar, com passeios de barco pela Ria Formosa, incluindo carreiras da feira para quinta com vista a participar nas actividades.
Observação de aves, workshops de fotografia e pintura de natureza, caminhadas, montanhismo, escaladas, mergulho, canoagem, parapente ou turismo equestre são apenas algumas das actividades programadas.
Outras atracções do certame prendem-se, por exemplo, com produtos alimentares tradicionais e biológicos. Um chef especializado vai estar a fazer demonstrações com produtos biológicos algarvios para posteriores degustações pelos visitantes.

A 3ª edição da feira inaugura às 18:00 horas de dia 24 no Jardim Pescador Olhanense.

Deixo aqui o meu primeiro post neste blog. Chamo-me Mariana Miranda e sou a nova colaboradora d' "O blog Verde".

Apresentando-me resumidamente tenho quinze anos e conto no futuro tirar um Doutoramento em Engenharia Ambiental. Isto porque sempre gostei da Natureza e desde cedo me apercebi do quão frágil esta é aos ataques sucessivos do Homem. Tenho interesse por um pouco de tudo e para além da Natureza os meus principais interesses são a música, pintura e leitura. Sou uma defensora dos meus ideais e da justiça e o mais importante para mim são os amigos e a família.

Aqui no blog vou ter a tarefa de todas as semanas postar a "Imagem verde da semana" e falar um pouco sobre ela. Se quiserem conhecer o meu outro blog, chamado "Change the World" podem conhecer mais sobre a minha escrita e também ler sobre o Ambiente, visto ser este o seu tema.

Espero que todos os visitantes verdes gostem do que irei publicar e estou sempre aberta a qualquer dúvida ou critica que queiram propor. Por fim quero agradecer a todos os colaboradores do blog por esta oportunidade.

 

O primeiro-ministro, José Sócrates, anunciou hoje que o Governo está a estudar um modelo fiscal para permitir que os futuros carros eléctricos, sem emissões poluentes, possam pagar 30 por cento do actual imposto automóvel.

 

O anúncio de Sócrates foi feito na cerimónia de assinatura de um memorando entre o Governo e a Renault-Nissan para a comercialização em Portugal de um veículo eléctrico a partir de 2011.

"Se um carro eléctrico já existisse actualmente, apenas pagaria 30 por cento do imposto automóvel, já que este imposto tem em 70 por cento uma componente ambiental. O Governo está disponível para criar um quadro fiscal ainda mais atraente", disse.

Além de vantagens ao nível do preço, o chefe do Governo declarou que caberá ao executivo criar uma rede de infra-estruturas que permita ao consumidor abastecer sem dificuldade o seu carro eléctrico.  

 

As negociações entre o Governo e a Renault-Nissan arrancaram em Maio e com este protocolo o objectivo será promover a mobilidade com zero emissões no país.

 

 

Fonte: Ecosfera - Público


Isto do carro eléctrico tem muito que se lhe diga. Não é bem verdade que o carro eléctrico não polui nada. Para se afirmar que o carro eléctrico não polui é preciso também saber se a electricidade para mover o carro não veio de fontes fósseis e poluentes. Porém é verdade que este carro é mais silencioso. E porque não agora também investir em transportes públicos movidos a electricidade?

 

Outra opinião pode-se encontrar no post Mais um "sonho" do blog Menos um Carro e também no blog Ondas3 em Vem aí o carro eléctrico.


ACTUALIZAÇÃO:

11 de Julho - Afinal os carros eléctricos vão estar isentos de impostos.

Semana no Verde


2ª feira - Fauna & Flora
ver
3ª - Locais Verdes
ver
4ª - Conselhos Verdes
ver
5ª feira - Imagem Verde da Semana
ver
6ª feira - Blog/Associação Verde da Semana
ver