9.7.07


Com o F3 – Forest Find Finder, sistema inventado por cientistas portugueses, a detecção e localização exactas de um incêndio e a subsequente transmissão de dados aos meios de socorro demora menos de cinco minutos.

O sistema detecta o foco de incêndio através da análise química da atmosfera, num raio de 15 km, determina a localização exacta e indica a melhor forma de acesso ao local, enviando imagens de alta resolução do incêndio. A informação é enviada em segundos, directamente para a estação de controlo ou para a viatura de intervenção, sem necessidade de intervenção humana.

Para cobrir todo o País, seriam necessários cerca de 300 sistemas F3, o que representaria um investimento de cerca de 30 milhões de euros. «Trata-se de um investimento bastante baixo, comparativamente com o que se gasta anualmente em detecção», frisa João Matos, um dos investigadores responsáveis pelo sistema de detecção e localização de incêndios.

«O Forest Fire Finder é uma ferramenta que apresenta a possibilidade de criar uma malha nacional de detecção. Desta forma, será possível poupar vários milhões de euros, tanto na detecção e combate aos incêndios como nos custos decorrentes dos prejuízos causados pelos fogos», destaca.

O F3 já foi adquirido por uma associação florestal portuguesa. A NGNS, que comercializa o sistema, está também em vias de fechar contrato com empresas de França, Chile, Uruguai, Emirados Árabes Unidos e Irão.

fonte: ambiente online



Esta notícia surge na altura de pico dos incêndios em território nacional, esperemos que as vozes e quem manda e faz estes investimentos não se esqueça da existência destes equipamentos tornando só a lembrar-se dele no próximo Verão.
Link do postPor Marta Santos, às 19:03  Ver comentários (2) Comentar

O festival Delta Tejo vai acontecer nos próximos dias 20-22 de Julho e a entidade organizadora promete que o festival será neutro em Carbono. Isto é haverá por parte da empresa uma compensação relativa ao CO2 emitido no festival, quer na deslocação dos artistas e espectadores, quer no próprio recinto onde decorrerá o Festival.

No processo de cálculo e na consulta ao mercado para aquisição dos créditos de compensação, a Delta conta com a parceria e o apoio da Ecoprogresso – Consultores em Ambiente e Desenvolvimento Sustentado, empresa de consultoria especializada em gestão de carbono e que colabora já com o grupo nestas matérias.



Uma excelente iniciativa que se deveria reproduzir ao longo de todos os festivais a ocorrer.

Link do postPor Marta Santos, às 18:54  Ver comentários (2) Comentar



Para os leitores lisboetas e que ponderam as questões ambientais na escolha do futuro presidente da câmara. Aqui fica o que eles dizem acerca do ambiente.

O ex-presidente da câmara municipal da capital, Carmona Rodrigues, inclui a reabilitação urbana, o ordenamento do espaço público e a gestão sustentável dos recursos naturais entre as suas prioridades. As acções a privilegiar reportam-se à conclusão das obras de reabilitação de Alfama, Sé e Mouraria. Está ainda previsto dar continuidade aos projectos dos bairros Padre Cruz, Boavista e Liberdade.

O candidato do PS defende Lisboa como «centro de uma grande região metropolitana». Uma das primeiras medidas de António Costa, se vencer as autárquicas, será avaliar a eficácia dos sistemas de limpeza urbana e de recolha de resíduos, para «acabar com a imagem de sujidade que se instalou na cidade». Propõe também a criação de uma Agenda 21 local, o desincentivo do uso automóvel, plantar pelo menos 1000 árvores por ano e criar o prémio municipal para o edifício verde.

Já o candidato do PSD, Fernando Negrão, prometeu alargar a todos os edifícios municipais as boas práticas de eficiência e optimização energética. O primeiro passo será dado através da implementação de auditorias energéticas a todos os edifícios da autarquia. O candidato avançou também com a vontade de transformar o antigo restaurante panorâmico de Monsanto no «Observatório do Ambiente de Lisboa» e propõe dar prioridade ao sistema de compras públicas ecológicas, alargar a rede de metropolitano e alterar, em dez anos, a frota municipal para veículos híbridos, a biodiesel e a gás.

Por sua vez, Helena Roseta, a candidata independente que se apresenta a estas eleições, aposta nos quatro grandes pilares da sustentabilidade urbana: ambiente, economia, desenvolvimento social e cidadania. «Cuidar do rio, das águas subterrâneas, da estrutura verde, da qualidade do ar, é cuidar da saúde e sobrevivência de Lisboa. Precisamos de novas equações de recursos para “esverdear” a cidade», afirma.

O Plano Verde para a cidade de Lisboa, elaborado por Gonçalo Ribeiro Telles, é uma das propostas mais emblemáticas da candidatura de José Sá Fernandes. O candidato do Bloco de Esquerda tem intenção de criar vários corredores ecológicos pela cidade, com o objectivo de estabilizar e valorizar a paisagem, promover a biodiversidade e os espaços de lazer, criar condições para a libertação de oxigénio e absorção de CO2.

Ruben de Carvalho, candidato pela CDU, realça a necessidade de intervir no espaço público, como nas calçadas, jardins, iluminação e barreiras arquitectónicas. A primazia ao transporte público também vem à cabeça do programa.

O candidato democrata cristão defende as parcerias com o sector privado para alguns serviços da câmara como a recolha de resíduos sólidos urbanos e os jardins, tendo em vista racionalizar custos. Telmo Correia propõe a reorganização das freguesias e a avaliação das empresas municipais. Aposta também na reabilitação urbana.


Fonte: Portal ambiente online
Link do postPor Marta Santos, às 12:21  Comentar

Olá a todos! Aqui está um novo blog "verde" por sinal, aqui ficarão registados pequenos apontamentos acerca do nosso mundo natural, ecologia, ambiente, entre outros... O objectivo? Aprendermos todos um pouco mais. Esperemos que gostem!
Pesquisar no Verde
 
Julho 2007
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9

21

22

29


Semana no Verde

2ª feira - Fauna & Flora
ver
3ª - Locais Verdes
ver
4ª - Conselhos Verdes
ver
5ª feira - Imagem Verde da Semana
ver
6ª feira - Blog/Associação Verde da Semana
ver
www.greenpeace.pt
Contactar o Verde
Se tiver algo a dizer sobre o Verde, não hesite em contactar-lo. A sua opinião será sempre útil e bem vinda. Os contactos são: daniela_urbano1@hotmail.com andre.f.veiga@gmail.com
Comentários Recentes
Conheça a Riviera de São Lourenço localizada no Li...
Conheça a Riviera de São Lourenço localizada no Li...
Localizado em um dos melhores pontos da praia de M...
Posts mais Comentados
54 Comentários
28 Comentários
subscrever feeds
blogs SAPO