9.7.07


Com o F3 – Forest Find Finder, sistema inventado por cientistas portugueses, a detecção e localização exactas de um incêndio e a subsequente transmissão de dados aos meios de socorro demora menos de cinco minutos.

O sistema detecta o foco de incêndio através da análise química da atmosfera, num raio de 15 km, determina a localização exacta e indica a melhor forma de acesso ao local, enviando imagens de alta resolução do incêndio. A informação é enviada em segundos, directamente para a estação de controlo ou para a viatura de intervenção, sem necessidade de intervenção humana.

Para cobrir todo o País, seriam necessários cerca de 300 sistemas F3, o que representaria um investimento de cerca de 30 milhões de euros. «Trata-se de um investimento bastante baixo, comparativamente com o que se gasta anualmente em detecção», frisa João Matos, um dos investigadores responsáveis pelo sistema de detecção e localização de incêndios.

«O Forest Fire Finder é uma ferramenta que apresenta a possibilidade de criar uma malha nacional de detecção. Desta forma, será possível poupar vários milhões de euros, tanto na detecção e combate aos incêndios como nos custos decorrentes dos prejuízos causados pelos fogos», destaca.

O F3 já foi adquirido por uma associação florestal portuguesa. A NGNS, que comercializa o sistema, está também em vias de fechar contrato com empresas de França, Chile, Uruguai, Emirados Árabes Unidos e Irão.

fonte: ambiente online



Esta notícia surge na altura de pico dos incêndios em território nacional, esperemos que as vozes e quem manda e faz estes investimentos não se esqueça da existência destes equipamentos tornando só a lembrar-se dele no próximo Verão.
Link do postPor Marta Santos, às 19:03  Ver comentários (2) Comentar

O festival Delta Tejo vai acontecer nos próximos dias 20-22 de Julho e a entidade organizadora promete que o festival será neutro em Carbono. Isto é haverá por parte da empresa uma compensação relativa ao CO2 emitido no festival, quer na deslocação dos artistas e espectadores, quer no próprio recinto onde decorrerá o Festival.

No processo de cálculo e na consulta ao mercado para aquisição dos créditos de compensação, a Delta conta com a parceria e o apoio da Ecoprogresso – Consultores em Ambiente e Desenvolvimento Sustentado, empresa de consultoria especializada em gestão de carbono e que colabora já com o grupo nestas matérias.



Uma excelente iniciativa que se deveria reproduzir ao longo de todos os festivais a ocorrer.

Link do postPor Marta Santos, às 18:54  Ver comentários (2) Comentar



Para os leitores lisboetas e que ponderam as questões ambientais na escolha do futuro presidente da câmara. Aqui fica o que eles dizem acerca do ambiente.

O ex-presidente da câmara municipal da capital, Carmona Rodrigues, inclui a reabilitação urbana, o ordenamento do espaço público e a gestão sustentável dos recursos naturais entre as suas prioridades. As acções a privilegiar reportam-se à conclusão das obras de reabilitação de Alfama, Sé e Mouraria. Está ainda previsto dar continuidade aos projectos dos bairros Padre Cruz, Boavista e Liberdade.

O candidato do PS defende Lisboa como «centro de uma grande região metropolitana». Uma das primeiras medidas de António Costa, se vencer as autárquicas, será avaliar a eficácia dos sistemas de limpeza urbana e de recolha de resíduos, para «acabar com a imagem de sujidade que se instalou na cidade». Propõe também a criação de uma Agenda 21 local, o desincentivo do uso automóvel, plantar pelo menos 1000 árvores por ano e criar o prémio municipal para o edifício verde.

Já o candidato do PSD, Fernando Negrão, prometeu alargar a todos os edifícios municipais as boas práticas de eficiência e optimização energética. O primeiro passo será dado através da implementação de auditorias energéticas a todos os edifícios da autarquia. O candidato avançou também com a vontade de transformar o antigo restaurante panorâmico de Monsanto no «Observatório do Ambiente de Lisboa» e propõe dar prioridade ao sistema de compras públicas ecológicas, alargar a rede de metropolitano e alterar, em dez anos, a frota municipal para veículos híbridos, a biodiesel e a gás.

Por sua vez, Helena Roseta, a candidata independente que se apresenta a estas eleições, aposta nos quatro grandes pilares da sustentabilidade urbana: ambiente, economia, desenvolvimento social e cidadania. «Cuidar do rio, das águas subterrâneas, da estrutura verde, da qualidade do ar, é cuidar da saúde e sobrevivência de Lisboa. Precisamos de novas equações de recursos para “esverdear” a cidade», afirma.

O Plano Verde para a cidade de Lisboa, elaborado por Gonçalo Ribeiro Telles, é uma das propostas mais emblemáticas da candidatura de José Sá Fernandes. O candidato do Bloco de Esquerda tem intenção de criar vários corredores ecológicos pela cidade, com o objectivo de estabilizar e valorizar a paisagem, promover a biodiversidade e os espaços de lazer, criar condições para a libertação de oxigénio e absorção de CO2.

Ruben de Carvalho, candidato pela CDU, realça a necessidade de intervir no espaço público, como nas calçadas, jardins, iluminação e barreiras arquitectónicas. A primazia ao transporte público também vem à cabeça do programa.

O candidato democrata cristão defende as parcerias com o sector privado para alguns serviços da câmara como a recolha de resíduos sólidos urbanos e os jardins, tendo em vista racionalizar custos. Telmo Correia propõe a reorganização das freguesias e a avaliação das empresas municipais. Aposta também na reabilitação urbana.


Fonte: Portal ambiente online
Link do postPor Marta Santos, às 12:21  Comentar

Olá a todos! Aqui está um novo blog "verde" por sinal, aqui ficarão registados pequenos apontamentos acerca do nosso mundo natural, ecologia, ambiente, entre outros... O objectivo? Aprendermos todos um pouco mais. Esperemos que gostem!
Pesquisar no Verde
 
Julho 2007
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9

21

22

29


Semana no Verde

2ª feira - Fauna & Flora
ver
3ª - Locais Verdes
ver
4ª - Conselhos Verdes
ver
5ª feira - Imagem Verde da Semana
ver
6ª feira - Blog/Associação Verde da Semana
ver
Contactar o Verde
Se tiver algo a dizer sobre o Verde, não hesite em contactar-lo. A sua opinião será sempre útil e bem vinda. Os contactos são: daniela_urbano1@hotmail.com andre.f.veiga@gmail.com
Comentários Recentes
PARA O HERPES...FREQUÊNCIAS RIFE:https://www.youtu...
ACABEI DE VIR DA PRAIA DA BOA NOVA EM LEÇA DA PALM...
DEVE SER EXACTAMENTE POR TER ALTAS QUALIDADES FITO...
Posts mais Comentados
53 Comentários
28 Comentários
subscrever feeds
blogs SAPO