30.6.07
Hoje o Verde faz dois meses de existência. Um belo projecto que surgiu meio por acaso já conta com dois meses.

A todos os que nos acompanharam neste inicio de vida um muito Obrigado
Contamos com mais de 5000 visitas
cerca de 40 post e 80 comentários
Introduzimos a rubrica pergunta da semana como forma de maior interacção com que cá passa.
Tentamos saber a vossa opinião e interagir convosco.

Muito do sucesso do Verde deve-se à passagem para a plataforma do Sapo onde foi destacado na página oficial. Ao qual aproveitamos para agradecer uma vez mais.

O balanço é muito positivo

A todos mais uma vez um muito obrigado e continuem a visitar e a deixar as vossas dicas.

O verde é um blog para vocês!




tags: ,
sinto-me:
Link do postPor Marta Santos, às 10:46  Ver comentários (9) Comentar

Um post sem dúvida impressionante acerca do mal que o  homem consegue fazer aos seus animais de estimação.

Para todos os que gostam de cães e para aqueles que até nem gostam muito vejam.

Parabéns pelo post José Cunha

O post: Luta de cães (dog Fighter)


Uma imagem menos chocante para que nos lembremos que ainda há cães bem tratados.
Link do postPor Marta Santos, às 09:34  Ver comentários (8) Comentar

29.6.07
O Brasil já é o maior reprocessador de latas de alumínio do mundo e tem um dos mais altos desempenhos em reaproveitamento de papelão. Agora, o pioneirismo na reutilização completa das embalagens longa vida faz do país referência mundial em reciclagem. Incorporadas nas últimas décadas ao quotidiano de milhões de pessoas, essas caixinhas compostas de papel, alumínio e plástico trouxeram praticidade ao dia-a-dia e até benefícios sociais – da duradoura possibilidade de estocagem ao aumento no consumo de leite entre as camadas da população que não dispõem de geladeira.

ler mais

Fonte de informação: revista do meio Ambiente



Link do postPor Marta Santos, às 19:52  Comentar



A preocupação ambiental é um dever cívico de todos os membros de uma comunidade evoluída e responsável.A poluição dos cursos de água é um tema controverso que muitas vezes contrapõe o desenvolvimento demográfico e económico ao desejável desenvolvimento sustentável.

As consequências são devastadoras. A longo prazo, os nossos mais preciosos recursos naturais perdem-se.


É necessária a intervenção urgente de todos nós!

O Rio Alviela

O Alviela é um rio português que nasce na Serra da Mendiga, no concelho de Alcanena, freguesia de Louriceira e desagua no Tejo perto de Vale de Figueira no concelho de Santarém, após percorrer os seus cerca de 100 quilómetros de comprimento. O Alviela, através do Aqueduto Alviela, é um dos rios que fazem parte do sistema de abastecimento de água da EPAL à cidade de Lisboa e municípios limítrofes desde 1880.


A poluição do Rio Alviela é um problema ambiental grave. O caso mais mediático deu-se em 2004 e 2005 quando o Alviela foi alvo de descargas poluentes provenientes da ETAR de Alcanena, assim como de unidades industriais e agro-pecuárias, tendo causado a morte de muitas centenas de peixes. A poluição do rio Alviela tem-se agravado nos últimos anos.


O Live Experiences In Alviela pretende alertar consciências para este problema ecológico porque preservar o ambiente tem de ser uma preocupação de todos!


Neste festival vão estar presentes artistas bem conhecidos, tais como Da Weasel, Mundo Secreto, Pedro Abrunhosa, Xutos e Pontapés, 4Taste, vários DJs (DJ Karkov, DJ Diego Miranda, ...), entre outros, que para além de estarem a lutar pela protecção do ambiente, prometem muita musica e diversão!

 

fonte: Live Experiences In Alviela


sinto-me:
música: Drown - The Smashing Pumpkins

O Topten.pt analisou todos os veículos novos vendidos actualmente no mercado português e identificou os dez melhores automóveis para cada classe.
O Topten.pt vê assim acrescentada mais uma categoria, para além da Iluminação e Máquinas de lavar roupa. O site Topten.pt tem sido alvo de milhares de consultas diárias por parte dos consumidores que querem fazer a melhor escolha em termos ambientais e principalmente em termos de eficiência energética.

Os critérios de ordenação dos veículos incluíram as emissões de dióxido de carbono, causadoras do agravamento de efeito de estufa e consequentes alterações climáticas, a emissão de outros poluentes do ar, o ruído causado e ainda o uso de recursos, reflectindo a reciclagem que é possível efectuar dos materiais do veículo.

Os veículos estarão divididos por classes: mini-carros, pequenos carros, compactos, classe média, classe média superior, carrinhas cinco lugares, carrinhas de seis ou mais lugares.

O melhor automóvel identificado para cada uma das categorias foi o seguinte:

Mini-carros: Citroen C1 1.0i | Peugeot 107 1.0i | Toyota Aygo 1.0

Pequenos carros: Daihatsu Sirion 1.0

Compactos: Honda Civic Hybrid

Classe média: Toyota Prius 1.5 Hybrid

Classe média superior: BMW 520d Sedan/Touring

Carrinhas de 5 lugares: Ford C-MAX 1.6 TDCi 109cv

Carrinhas com 6 ou mais lugares: Opel Zafira 1.6 CNG | Peugeot 307 SW 1.6 HDI 110cv


Use preferencialmente o transporte colectivo; ao utilizar um automóvel procure partilhá-lo e faça uma condução ecológica. Mas se for comprar um veículo, pondere seriamente escolher um automóvel Topten.pt.

Fonte: Quercus
Link do postPor Marta Santos, às 16:27  Ver comentários (1) Comentar

28.6.07

Mais de um quarto da água em distribuição na rede pública do país é desperdiçada, registando-se uma média de 28,5 por cento de fugas, apurou um estudo da revista "Pro Teste", da associação Deco, a que a Lusa teve acesso.

O estudo mostra que as perdas de água na rede pública de abastecimento variam entre dois por cento em Mondim de Basto (com o sistema mais eficiente do país) e 54 por cento no Alandroal (no topo da lista do desperdício).

"Actualmente, por cada cem litros de água consumidos, apenas 58 são necessários para o fim desejado, o que mostra que a implementação do Programa Nacional para o Uso Eficiente da Água está muito longe de ser conseguida", disse à Lusa a coordenadora do estudo, Sílvia Menezes.

O Programa Nacional para o Uso Eficiente da Água, aprovado em 2005, pretende atingir uma eficiência de utilização de 80 por cento no consumo urbano em dez anos, estando a sua concretização a cargo dos ministérios do Ambiente e das Obras Públicas.

(...)



Enfim ao que parece as câmaras municipais continuam a funcionar mal. Ainda hoje vi uma coisa linda de se ver. Regarem passeios. Um sistema supostamente gota-a-gota para regar uma pequena árvore a jorrar um jacto de água imenso para o passeio. Quanto à pequena árvore acho que vai apanhar uns salpicos. Como este há muitos exemplos ainda mais graves. O que o Verde pretende é:

Alertem os serviços competentes sempre que denotarem uma irregularidade no consumo de água

Assim, pelo menos supostamente, é necessário intervir e tomar as medidas necessárias. Quanto a esse Plano do uso eficiente das águas trataremos de analisar o seu conteúdo em breve.

Link do postPor Marta Santos, às 09:45  Ver comentários (3) Comentar

Acaba hoje a pergunta da semana resultados:


 

Das 114 respostas obtidas a maioria não sabia dos valores astronómicos de emissões de CO2 que a iluminação de uma habitação provoca. Apenas 12 pessoas afirmaram ter noção destes valores.


 

O verde deixa-vos agora um apontamento acerca da iluminação das casas e alguns conselhos para minimizar o consumo de energia.


 

A todos obrigado por participarem e já agora respondam à nova pergunta da semana.




A iluminação numa casa é responsável por cerca de 10 a 15% do consumo de electricidade total da habitação, o que corresponde a uma emissão anual de 450 Gg de CO2 equivalente (450 000 000 000 g).

A escolha da iluminação correcta para cada divisão, tendo em conta o tipo de actividades que se realizam em cada espaço, é muito importante para um maior conforto e um consumo mais racional de energia, traduzindo-se numa redução da factura da energia.

O uso de lâmpadas tecnologicamente mais eficientes permite poupar dinheiro, por consumir menos energia, e ao poupar energia está a preservar o ambiente.

A mudança do tipo de lâmpadas utilizadas é cada vez menos restringida, graças à adaptação das “novas” lâmpadas ao sistema das incandescentes.

Actualmente é obrigatório a presença da etiqueta de eficiência energética nas embalagens das lâmpadas, como forma de distinguir as lâmpadas que são mais eficientes, do ponto de vista energético, das que são menos eficientes. É também muito importante reparar na sua classificação quando têm a designação de ecológicas/económicas, pois existem no mercado lâmpadas com esta designação que têm uma baixa eficiência energética (classe D ou menos).

É preciso ter também em atenção a potência de lâmpadas que é indicada para os candeeiros.

É preferível utilizar menos lâmpadas, mas com mais potência: uma lâmpada de 100 Watts consome a mesma energia que 4 de 25 Watts, mas produz aproximadamente o dobro da luz, no entanto a melhor opção é a utilização de uma lâmpada fluorescente compacta que com uma menor potência atinge o mesmo grau de iluminação.


 

Quais os tipos de lâmpadas a usar?

 

Lâmpadas incandescentes são as menos eficientes energéticamente e aquelas que têm o menor tempo de vida, indicadas para locais em que a iluminação é feita em curtos períodos de tempo.

Lâmpadas halogéneo são mais eficientes que as lâmpadas incandescentes e têm um período de vida mais longo. São caracetrizadas pelas cores intensas, normalmente são utilizadas em projectores.

Lâmpadas Fluorescentes são as lâmpadas mais económicas gastam apenas 80% da energia para dar a mesma iluminação existem as normais, que se encontram vulgarmente em cozinhas e as compactas que surgiram com vista a substituir as lâmpadas incandescentes, são indicadas para lugares onde a iluminação se faz durante longos períodos de tempo.


 

fonte de informação: ecocasa
Link do postPor Marta Santos, às 09:10  Ver comentários (9) Comentar

27.6.07

 

Apesar do seu nome, a origem desta espécie está na América do Sul, onde um parente selvagem do nosso porquinho doméstico, pode ser ainda hoje encontrado, nas regiões do Noroeste e Sudeste deste continente, tendo sido domesticados pelos Incas, muito antes dos primeiros europeus terem por lá aportado. Reconhecidos como animais sagrados, eram usados em cerimoniais.

Como animal de estimação, o Porquinho-da-índia tem vindo a ser promovido, nos últimos anos, a um patamar muito interessante.

 

Hoje em dia existem muitos criadores e fãs de porquinhos por todo o mundo.

 

Em Portugal, ainda há poucos anos, os Porquinhos-da-Índia eram considerados apenas como petisco culinário em algumas regiões do país, mas o interesse por eles como animal de companhia está a crescer rapidamente, existindo já alguns criadores portugueses que fazem criação das mais diferentes raças e que têm interesse em mostrá-las.


O carácter carinhoso e o seu ar de mascote, levou a que fosse cada vez mais acarinhado e faz dele um caso de sucesso como animal de companhia.

 


Manter um Porquinho-da-índia é relativamente fácil, não precisa de uma gaiola muito grande (no mínimo 60x80cm, mas quanto maior, melhor!), não é ruidoso e não tem cheiro intenso.

Os Porquinhos são animais sociais que nunca devem estar sozinhos. O melhor é ter um par do mesmo sexo junto, dado que os porquinhos, como todos os roedores, têm grandes ninhadas num curto espaço de tempo.

 

Devem ainda ter a possibilidade de fazer exercício diário fora das gaiolas, de maneira a manterem a forma.

 

As gaiolas devem ser limpas com muita frequência de modo a evitar cheiros.

 

A cama deve ser feita com aparas de madeira ou outro material próprio que se pode encontrar nas lojas de animais.

Os Porquinhos-da-índia mais comuns são tricolores de pêlo curto, mas existe uma grande variedade de raças e cores.

Tamanho: Em adulto, o seu tamanho pode atingir os 25 cm e o seu peso entre 750 e mais de 1kg.

Longevidade: 5 a 6 anos em média, podendo chegar aos 8.

Alimentação: ervas frescas e compridas, cenouras, peras, maçãs, alface (em pequenas quantidades), pimentos, pepinos, uvas, coentros, espinafres, tomates, dentes-de-leão, rama das cenouras, trevos, courgetes.

 

 

Exemplo de um menu fácil de preparar para os Porquinhos-da-índia:

Manhã: Cenouras e Feno
Almoço: Legumes ou Fruta

Tarde: Comida seca de Pacote (1-2 colher de sopa por animal) e um pouco de fruta, alface ou pepino

 

 

As 5 Regras básicas para ser um bom Dono

1 - Os porquinhos têm carência de Vitamina C, dê regularmente fruta e vegetais frescos, acompanhados de ração própria.

2 - Os porquinhos necessitam de ter sempre Feno disponível, de forma a evitar problemas dentários.

3 - Os porquinhos são animais sociais, é sempre aconselhável ter 2 do mesmo sexo, para evitar grande procriação.

4 - Os porquinhos precisam de uma gaiola com espaço, no mínimo de 60x80cm, maior sempre que possível.

5 - Em caso de doença, consulte sempre um veterinário especialista em Exóticos.

 

Para quem quiser saber mais informações acerca deste animal, pode visitar por exemplo o sitio dos Porquinhos, é um site que dispõe de informação mais detalhada e precisa sobre os porquinhos-da-india, nomeadamente nas áreas de Alimentação e Alojamento, adopcção, etc...


As fotos que estão neste post são do meu porquinho, tenho-o à relativamente pouco tempo, mas posso dizer que é um excelente animal para se ter em casa, não dá muito trabalho, são super queridos e apenas exigem uma coisa, que é nos primeiros dias ter-mos paciencia com eles pois assustam-se muito facilmente connosco, depois rapidamente se habituam à nossa presença (e nós à deles) e são uns animais adoráveis!


Já agora aproveito para pedir uma sugestão...preciso de um nome para ele!! se alguém tiver alguma ideia que queira partilhar, está à vontade!

 

 
sinto-me:

Tree of Life Web Project , é um site que proporciona o conhecimento e visualização não só de arvores filogenéticas, como também características e muita informação acerca dos seres vivos pertencentes aos três reinos existentes actualmente.

 

Com a colaboração de biólogos de todo o mundo, este site contém mais de cinco mil páginas sobre a vida selvagem e informação relacionada com organismos ligados ao Planeta Terra, à sua evolução histórica e características.

 

As várias páginas baseiam-se em padrões de ramificações filogenéticas entre grupos de organismos, de forma a que os visitantes possam pesquisar a hierarquia da vida. É possível, também, conhecer as características dos grupos individuais. Toda esta informação foi compilada não só com a participação de especialistas como também de amadores.

 

Para os amantes da biologia , e não só, é realmente um site muito interessante! Falo por mim, que não conhecia, e agora que ele me foi "apresentado", estou a adorar!

sinto-me: entusiasmada!

26.6.07

Curitiba - Desde 1961 até agora, o ser humano triplicou o uso dos recursos naturais da Terra, provocando, com isso, uma queda de 30% da biodiversidade mundial. Hoje, só há dois cenários possíveis: a sustentabilidade ou o colapso dos ecossistemas e, conseqüentemente, da humanidade. Por isso, o único meio de recuperar a capacidade do planeta é proteger e conservar os ecossistemas.

O diagnóstico do diretor do Instituto de Ecologia Política do Chile, Bernardo Reyes, foi apresentado ontem (18) no Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação. Até quinta-feira (21), o encontro reúne cerca de 1,7 mil pessoas de 20 nacionalidades em Foz do Iguaçu.

Para Jeff Price, do departamento de Ciências Geológicas e Ambientais da Universidade Estadual da Califórnia, a questão que se coloca atualmente não é se a biodiversidade será afetada pelas mudanças climáticas, mas o quanto ela será afetada.

Embora reconheça o esforço de alguns países, ele questiona o que os gestores de unidades de conservação podem fazer para proteger suas áreas. De acordo com o ambientalista, falta informação básica, observação e monitoração de sistemas, infra-estrutura política, institucional e tecnológica, verba e priorização de áreas vulneráveis.

“Evitar o desmatamento, reflorestar áreas com espécies nativas, monitorar as mudanças climáticas e como os ecossistemas reagem a elas são fatores importantes para ajustar as estratégias de conservação”.


Fonte:Agência Brasil

Link do postPor Marta Santos, às 14:22  Ver comentários (2) Comentar

Olá a todos! Aqui está um novo blog "verde" por sinal, aqui ficarão registados pequenos apontamentos acerca do nosso mundo natural, ecologia, ambiente, entre outros... O objectivo? Aprendermos todos um pouco mais. Esperemos que gostem!
Pesquisar no Verde
 
Junho 2007
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
13
15
16

17
18



Semana no Verde

2ª feira - Fauna & Flora
ver
3ª - Locais Verdes
ver
4ª - Conselhos Verdes
ver
5ª feira - Imagem Verde da Semana
ver
6ª feira - Blog/Associação Verde da Semana
ver
Contactar o Verde
Se tiver algo a dizer sobre o Verde, não hesite em contactar-lo. A sua opinião será sempre útil e bem vinda. Os contactos são: daniela_urbano1@hotmail.com andre.f.veiga@gmail.com
Comentários Recentes
Conheça a Riviera de São Lourenço localizada no Li...
Conheça a Riviera de São Lourenço localizada no Li...
Localizado em um dos melhores pontos da praia de M...
Posts mais Comentados
54 Comentários
28 Comentários
subscrever feeds
blogs SAPO