13.10.08

Especialistas na matéria estão de acordo: o objectivo de impedir a excessiva perda de biodiversidade que cerca de 200 países assinaram, em 2002vai fracassar. Uns dizem que o objectivo já era inantigível desde o início enquanto outros diziam que o objectivo era envergonhar os governos com o fracasso.Todos os indicadores mundiais estão direccionando o objectivo na direcção contrária, e poucos governos traduziram o objectivo para a legislação nacional.

Segundo Ahmed Djoghlaf, secretário executivo da Convenção da ONU para a Diversidade Biológica (CBD), o objectivo era atingível desde que os governos agissem urgentemente, mas acabou de admitir que os indicadores estão dizendo que é improvável.

Na semana passada, o Red List of Threatened Species, mostrou que cerca de um quarto a um terço de todos os mamíferos encontram-se em risco de extinção.

O responsável pela comissão económica da perda de biodiversidade referiu que a degradação das florestas custa à economia mundial mais por ano do que a crise bancária actual.

(Cartoon via Notas ao Café)

Link do postPor Ventura, às 22:42  Comentar

1.10.08

Milhares de imagens de manuscritos, desenhos, livros antigos e fotografias, mais de duas mil cartas de Botânicos portugueses e estrangeiros dos séculos XIX e XX e um filme inédito de uma missão académica a Angola, guardados no Departamento de Botânica da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), estão disponíveis a partir esta terça-feira na Internet, na Biblioteca Digital de Botânica.


A coordenadora do projecto e presidente do Departamento de Botânica, Helena Freitas, destaca alguns "tesouros científicos": "um manuscrito único com cerca de 300 anos, do importante botânico francês Tournefort (W), ainda não publicado, e um filme inédito realizado pelo antigo Reitor da Universidade de Coimbra, Maximino Correia, no princípio do século XX".


O site da Biblioteca Digital de Botânica permite agora percorrer cerca de 2500 títulos, fazer o download integral de livros ou folhetos. Estará disponível também o acesso ao texto integral do Boletim da Sociedade Broteriana, importante publicação periódica das Ciências Naturais portuguesas.

 

Helena Freitas afirma que a Biblioteca Digital se insere "numa estratégia global de disponibilizar, de forma gratuita, à Comunidade Científica e ao Publico em geral, de todo o mundo, a consulta livre do nosso acervo Botânico".


"A Biblioteca Digital permite a navegação nas colecções e dentro de cada documento. Por exemplo, os nomes científicos das várias espécies, géneros e famílias de plantas ou fungos, têm links para as correspondentes exemplares do Herbário on-line, ficando disponíveis numa única interface", esclarece.


A consulta é de acesso livre e será possível através da página http://bibdigital.bot.uc.pt.

(fonte)

Link do postPor Ventura, às 12:12  Comentar

12.6.07



Aqui ficam os conselhos para que a imagem se cumpra


1. Só deite Lixo no Lugar Certo


O lixo que deitaos em qualquer lugar volta para nossa casa através de ratos, moscas, mosquitos que trazem doenças, além de tornar onde vivemos um lugar feio e desagradável. Cada pessoa produz por dia cerca de meio quilo de lixo. Multiplique isso pela população de sua cidade para ter ideia do tamanho do problema. Custa muito dinheiro de impostos para limpar as ruas, praças, praias, dar destino final ao lixo. Dinheiro que podia estar a ser usado para outras obras e serviços para  melhorar a cidade. A cidade, a escola, a casa mais limpa não é a que mais se varre, é a que menos se suja! Um Amigo do Planeta só deita lixo nos locais apropriados, ou guarda no bolso e traz para colocar na lixeira ou reciclagem da própria casa.

2. Poupe Água e Energia

A água não sai da parede. Ela vem de rios e mananciais que estão sendo agredidos pela poluição e pela desflorestação, o que torna a água potável cada vez menos disponível, e eleva seu custo de tratamento. A energia também não sai da parede. Para ser gerada é preciso afogar rios e terras férteis, deslocar populações, ou usar recursos não renováveis como petróleo e carvão ou criar riscos e lixo perigoso como o nuclear

3. Não Desperdice

Escolha consumir o necessário. Resista ao modismo que nos obriga a trocar de carro, roupa, bens. Além de gastar dinheiro desnecessariamente, desperdiçamos recursos naturais, poluímos o Planeta. Diga não a produtos supérfluos ou feitos para durar pouco; ou que gastem muita energia ou água; ou que contaminem o meio ambiente; ou descartáveis cujas embalagens não retornam aos fabricantes. Escolha usar sacos de pano e caixas para suas compras. Evite os sacos de plástico. Escolha alimentos e produtos naturais e evite os industrializados

4. Cuide dos Animais e Plantas


Os animais – assim como as plantas (“A Vida Secreta das Plantas”) - sentem dor, têm emoções, sofrem. Eles tem tanto direito à vida, à liberdade, ao bem estar quanto nós. Seja responsável com os animais e as plantas sob sua responsabilidade. Não deixe que sofram desnecessariamente, cuide para que tenham água, alimento, conforto. Recuse a se divertir em rodeios e circos com a dor e o sofrimento dos animais. Recuse produtos e alimentos que não respeitam a dor e o sofrimentos dos animais. Empreste sua voz às plantas e animais que sofrem por que eles não tem como se defender.

5. Cuide das Árvores

Ajude a defender as árvores e florestas existentes. Denuncie as agressões. Plante novas árvores e cuide delas com carinho e respeito. Recuse comprar madeiras e móveis que não comprove a origem ecologicamente correta e legal. Utilize os dois lados da folha de papel. Faça recolha seletiva em sua casa e encaminhe o papel para reciclagem.

6. Não Polua

Use o menos possível o automóvel, programando suas saídas. Ele provoca poluição do ar, gasta combustível, agrava o efeito estufa, engarrafa o trânsito. Acostume-se a ouvir música sem aumentar muito o volume do som. Som alto provoca poluição sonora. Reveja seu comportamento, suas atitudes em casa, no trabalho, na comunidade e mude o que estiver provocando poluição ou degradação ambiental. Não espere que alguém venha fazer isso por você. Faça você mesmo.

7. Recolha seletiva de lixo

Lixo não existe. O que chamamos de lixo é matéria prima e recursos naturais misturados e fora do lugar. A reciclagem devolve estes recursos para fabricar novos produtos retirando menos da natureza, além de economizar mais água e energia, e aumentar a vida útil dos aterros sanitários. Mantenha dois contentores na sua cozinha, um para o MATERIAL SECO (inorgânico: papel, plástico, metal, vidro) e outro para MATERIAL ‘MOLHADO’ (orgânico: restos de comida, cascas de frutas etc.). Acumule o material seco num contentor maior e regularmente encaminhe à reciclagem. Se não houver recolha de lixo seletivo na sua comunidade encaminhe um abaixo-assinado às autoridades. Enquanto isso, procure doar seu material para quem faz reciclagem O material ‘húmido’ pode virar adubo e servir para alimentar animais. Cultive uma horta mesmo que em vasos e caixas e faça uma composteira mesmo que pequena, numa caixa.


8. Conheça e conviva com a natureza

Mantenha o contato com a natureza. Faça passeios na floresta, vá à praia, contemple o por-de-sol, a lua cheia. Coloque os pés no chão. Cultive uma horta, um jardim. Estude e leia mais sobre a natureza, mesmo que não seja tarefa da escola. Quanto mais você souber, melhor poderá agir em sua defesa. Procure no dicionário palavras como saúde do trabalhador, reciclagem, reaproveitamento, habitat, biodegradáveis etc. Faça um álbum de recortes com figuras de animais e plantas (em papel reciclado claro).

9. A natureza não vota e nem se defende. Faça você por ela!


Mesmo sozinho você pode denunciar as agressões ambientais. Escreva às autoridades,  às autoridades, aos políticos, à imprensa. Participe de campanhas pela internet ou pessoalmente. Na hora de votar, escolha representantes comprometidos com a causa ambiental e acompanhe o mandato. Escreva-lhe com sugestões e críticas que melhore a actuação na defesa do meio ambiente. Participe de atividades voluntárias e de alguma organização da sociedade civil sem fins lucrativos em sua comunidade.

10. Crie um clube de amigos do planeta na escola, ou associação!

A escola ou associação de moradores pode oferecer aos alunos e cidadãos a possibilidade de atuarem de forma organizada, assumindo, no mínimo, UMA AcÇÃO CONCRETA POR MÊS PARA A MELHORIA AMBIENTAL DA COMUNIDADE como plantar e cuidar das novas árvores, fazer recolhas de sementes e produzir novas mudas, denunciar agressões ambientais, ajudar a implantar a coleta seletiva de lixo na escola, etc. Faça um PLANEAMENTO COOPERATIVO envolvendo a todos para que tomem conhecimento da situação, proponham substituições de materiais e comportamentos, estabelecem metas quantitativas e períodos de tempo para promover as mudanças pretendidas.




Acho que traduz claramente a mensagem do verde, quanto ao albúm de recortes, poupe papel, nós fazemo-lo por si. sem qualquer mazela para o meio ambiente.

Fonte de informação: www.jornaldomeioambiente.com.br
Link do postPor Marta Santos
Editado por Daniela em 25/06/2007 às 19:14, às 17:33  Ver comentários (6) Comentar


Olá a todos! Aqui está um novo blog "verde" por sinal, aqui ficarão registados pequenos apontamentos acerca do nosso mundo natural, ecologia, ambiente, entre outros... O objectivo? Aprendermos todos um pouco mais. Esperemos que gostem!
Pesquisar no Verde
 
Maio 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Semana no Verde

2ª feira - Fauna & Flora
ver
3ª - Locais Verdes
ver
4ª - Conselhos Verdes
ver
5ª feira - Imagem Verde da Semana
ver
6ª feira - Blog/Associação Verde da Semana
ver
www.greenpeace.pt
Contactar o Verde
Se tiver algo a dizer sobre o Verde, não hesite em contactar-lo. A sua opinião será sempre útil e bem vinda. Os contactos são: daniela_urbano1@hotmail.com andre.f.veiga@gmail.com
Comentários Recentes
Obliglado devem ser estabelecidas regras têm siste...
Se ao invés disso eles eram animais que serão bloq...
Olá, parabéns pelo blog!Conte conosco para dicas e...
Posts mais Comentados
subscrever feeds
blogs SAPO